em Lendo Ficção, Lendo Não-Ficção

Leituras de Agosto/2017 e Setembro/2017

Voltei. Tive um ataque de enxaqueca no começo de setembro que me derrubou bonito. Fiquei mais de uma semana sem conseguir fazer praticamente nada. Depois que a dor passou com três dias de remédio, resolvi desacelerar meu ritmo pelo resto do mês e passar na unidade de saúde do bairro para pedir uns exames e marcar consulta–porque já tem uns oito anos desde que fiz qualquer tipo de exame e não sei como eu tô vivo.

Quero escrever sobre alguns desses livros em posts individuais (The Boss é um romance erótico que me surpreendeu demais por ser tão divertido e tão bom mesmo jogando com vários tropos; Avi Cantor Has Six Months to Live é uma fofura de romance entre dois meninos trans; os contos do André e do Vitor são outros cubinhos de açúcar que também merecem recomendação; Wonder Woman: Warbringer superou minhas expectativas e dei 5 estrelas só porque não pude dar 50; e When Dimple Met Rishi é um sopro de frescor no gênero), então, por enquanto, fiquem com a lista de leitura dos últimos dois meses. Ainda tô bem atrasado na meta de 100 leituras, mas isso não me preocupa muito. O importante é que estou lendo bastante em comparação com os períodos dos últimos anos em que só rolava meia bola de feno entre um livro em janeiro e um quadrinho em dezembro.

Livros de ficção

> Lagoon, de Nnedi Okorafor. Romance. 320 páginas. Publicado por Hodder & Stoughton. 2014. [Amazon] [Goodreads]
> The Boss (The Boss #1), de Abigail Barnette. Romance. 327 páginas. Publicado de forma independente. 2013. Gratuito na Amazon. [Goodreads]
> Avi Cantor Has Six Months to Live, de Sacha Lamb. Conto. 67 páginas. Publicado por Book Smugglers. 2017. [Amazon] [Goodreads]
> Isto não é um livro de Matemática, de André Caniato. Conto. 23 páginas. Publicado de forma independente. 2017. [Amazon] [Goodreads]
> De todos os motivos, de Vitor Castrillo. Conto. 46 páginas. Publicado de forma independente. 2017. [Amazon] [Goodreads]
> The Dark Collector, de Vanessa North. Noveleta. 103 páginas. Publicado de forma independente. 2013. [Amazon] [Goodreads]
> Wonder Woman: The Official Movie Novelization, de Nancy Holder. Romance. 320 páginas. Publicado por Titan Books. 2017. [Amazon] [Goodreads]
> Green Toes, de Avery Flinders. Conto. 31 páginas. Publicado por Less Than Three Press. 2016. [Amazon] [Goodreads]
> Wonder Woman: Warbringer (DC Icons #1), de Leigh Bardugo. Romance. 384 páginas. Publicado por Random House Books for Young Readers. 2017. [Amazon] [Goodreads]
> When Dimple Met Rishi, de Sandhya Menon. Romance. 320 páginas. Publicado por Simon Pulse. 2017. [Amazon] [Goodreads]

Ficção curta disponível online

> The Revolution, Brought to You by Nike, de Andrea Phillips. Publicado por Fireside Fiction. 2017.
> Mental Diplopia, de Julianna Baggott. Publicado por Tor. 2017.
> Anatomy, de Tim Wirkus. Publicado no Weird Fiction Review. 2014.
> A troca,de Jhumpa Lahiri. Traduzido por Rogério Bettoni. Publicado no Umbigo das Coisas. 2016.

Quadrinhos

Relido
> Wonder Woman (Rebirth). #1-#15. Texto de Greg Rucka e arte de Liam Sharp (#5, #7, #9, #11, #15), Nicola Scott (#6, #10, #12, #14), Bilquis Evely (#8) e Renato Guedes (#13).

Lido
> Wonder Woman (Rebirth). #16-#27. Texto de Greg Rucka (#16-#25) e Shea Fontana (#26-#27) e arte de Bilquis Evely (#16, #18, #20, #24, #25), Liam Sharp (#17, #19, #21, #23, #25), Mirka Andolfo (#22, #26, #27) e Jesús Merino (#27).
> Wonder Woman: The True Amazon. Texto e arte de Jill Thompson. 2016. [Goodreads]

Não marco edições individuais de séries de quadrinhos no meu Goodreads para não bagunçar com a contagem de leituras.

Leituras em andamento

Chaos: Making a New Science, de James Gleick. Livro de não-ficção. Publicado por Open Road Media, 2011. [Goodreads] [Amazon]
The Space of Literature, de Maurice Blanchot. Traduzido para o inglês por Ann Smock. Livro de ensaios. Publicado por University of Nebraska Press, 1989. [Goodreads] [Amazon]
Landmarks, de Robert Macfarlane. Livro de não-ficção. Publicado por Penguin, 2015. [Goodreads] [Amazon]
October: The Story of the Russian Revolution, de China Miéville. Livro de não-ficção. Publicado por Verso, 2017. [Goodreads] [Amazon]
Staying with the Trouble: Making Kin in the Chthulucene, de Donna J. Haraway. Livro de não-ficção. Publicado por Duke University Press Books, 2016. [Goodreads] [Amazon]

Outras leituras

Seleção dos melhores artigos em revistas/jornais e posts em blogs que li durante o mês

Português:
> (Ainda) Em Defesa de Sansa Stark. Artigo de Thay publicado na Valkirias em 18 de agosto, 2017.
> Zélia Gattai: um resgate das memórias da escritora paulistana. Artigo de Luisa Pinheiro publicado na Valkirias em 22 de agosto, 2017.
> Jovens podem cair em ‘limbo irreversível’ no Brasil, diz economista. Entrevista com Ricardo Henriques por Ligia Guimarães publicada no Valor Econômico em 16 de agosto, 2017.
> Comida do Futuro. Reportagem de Guilherme Tagiaroli publicada na TAB UOL.
> À beira da estrada, a pobreza se esconde e o crime prospera. Matéria de Patricia Campos Mello publicada na Folha em 24 de julho, 2017.

Inglês:
> How Is the Artist or Writer to Function (Survive & Produce) in the Community, Outside of Institutions?. Artigo de Sesshu Foster publicado na Poetry Magazine em 1º de agosto, 2017.
> Poetic License – Lyric annotations on Genius divorce meaning from black sound. Ensaio de Lauren Michele Jackson publicado na Real Life em 31 de julho, 2017.
> Charlize Theron Is Not Here To Make Friends. Matéria de Anne Helen Petersen publicada no BuzzFeed em 29 de julho, 2017.
> Displaced in space or time. Ensaio de Spencer Wright publicado no seu site pessoal em 16 de fevereiro, 2016.
> Social Contract Theory and Fandom Libertarianism. Ensaio de i-will-not-be-caged publicado no The Fan Meta Reader em 2 de agosto, 2017.
> My own private basic income. Artigo de Karl Widerquist publicado no Open Democracy em 27 de junho, 2017.
> Through the Wires – “Telegraph plays,” which made a plot device out of a new device, show that stories told about technology shape the stories told with them. Ensaio de Jane Frances Dunlop publicado na Real Life em 26 de julho, 2017.
> No Limits. Artigo de Joseph Klein publicado na Platypus em 17 de agosto, 2017.
> The Art of Fiction No. 189, entrevista com Stephen King publicada no The Paris Review em 2006.

O blog não possui área de comentários. Gostaria de comentar o que eu escrevo, fazer perguntas e participar de conversas sobre a vida, o universo e tudo mais? Vire apoiador/a do Alliahverso e venha papear com a gente no grupo exclusivo para apoiadores!