Aperte "Enter" para pular para o conteúdo

Em memória de um amigo

Faz um ano que um amigo muito querido se foi de maneira violenta e injusta. Mas não quero entrar na discussão do que houve. Quero apenas preservar uma memória. Arthur, o anarcopunk mais doce que já conheci. E esse período de um ano passou tão rápido, inquieto e conturbado que mal notei. Parece que foi ontem que a gente dividiu uma cerveja no espaço entre as aulas.

Gostaria de ter tido tempo de atender ao seu pedido de escrever um roteiro pra você filmar. Só que o acaso foi um tremendo de um filho da puta. Deixo então um simples desenho pra fixar seu rosto aqui, preto no branco como as roupas que você sempre usava.

Saudades incalculáveis.

As fotos abaixo são de 7 de Junho de 2011, dia do meu aniversário de 20 anos. Uma pequena comemoração após a aula de Psicologia da Educação no campus da Praia Vermelha/UFRJ.

Um brinde, amigo!

E pode deixar, ainda não desisti da revolução.

Já que somos todos ignorantes, enlouqueçamos, pois.

– Cláudio Tovar

Tá curtindo os textos? Deixa uma gorjeta!
+++
Quer ter acesso a material exclusivo dos meus escritos e trabalhos, fazer perguntas e participar de conversas com outros leitores? Vire apoiador/a do Alliahverso e venha papear com a gente no grupo para apoiadores!